Cemitério municipal de animais é proposta do vereador Arselino Tatto

Vereador também é autor do projeto que institui hospital veterinário público na zona Sul


Como proceder de forma respeitosa e responsável quando ocorre o falecimento de um animal? Como o poder público pode contribuir para a destinação corretamente ecológica dos restos animais?


Essas perguntas levaram o vereador Arselino Tatto a perceber que as desigualdades sociais determinam a forma como cada cidadão cuidará dos seus animais de estimação, tanto em vida quanto no momento da morte.


Quando há o falecimento do bichinho é muito comum, especialmente entre a população mais pobre, o descarte dos restos mortais em locais inadequados, gerando um problema para a saúde pública.

Existe um serviço de cremação coletivo disponibilizado pela Prefeitura por meio das empresas de limpeza pública, porém, a estrutura é insuficiente para atender toda a demanda e geralmente o que ocorre é o enterro improvisado ou abandono do corpo do animal.


Pensando em iniciativas que possam amenizar o problema, o vereador Arselino Tatto propõe, por meio do projeto de lei nº 744/2020, a criação de cemitérios e crematórios públicos e particulares de animais domésticos na cidade de São Paulo.


A ideia é que quem tenha condições financeiras possa pagar pelo sepultamento particular e aqueles que não tiverem condições terão acesso ao serviço de forma gratuita, uma vez comprovada a situação de baixa renda. A Prefeitura já oferece atendimento veterinário gratuito, por que não implantar o serviço de sepultamento e cremação de animais também?”, declarou o vereador Arselino Tatto, autor do projeto que está tramitando na Câmara Municipal.


Perder um animal de estimação já é algo profundamente doloroso, vê-lo sendo enterrado de forma improvisada causa um dano emocional ainda maior.


Hospital Veterinário Público


Em 2016, o vereador Arselino Tatto apresentou o projeto de Lei 516 indicando a criação de um hospital veterinário público para atendimento dos moradores da Capela Socorro e Parelheiros, população extremamente vulnerável.


Em novembro de 2019, o PL do vereador foi aprovado na Câmara Municipal e encaminhado ao Prefeito que poderia sancioná-lo imediatamente, já que a maioria dos vereadores da Câmara aprovou a iniciativa. Infelizmente, o Prefeito resolveu vetá-lo, impedindo assim que a proposta em nome do vereador Arselino Tatto prosperasse e beneficiasse os cidadãos da periferia que tanto precisam do serviço.


Algum tempo depois, o hospital veterinário foi implantado nas imediações da Avenida das Nações Unidas (próximo ao Shopping SPMarket), uma grande vitória para a luta do mandato do vereador Tatto, porém, a localização do equipamento não contempla, como deveria, aqueles que moram no extremo da zona sul.


Por isso, Arselino Tatto continuará batalhando por mais um hospital, desta vez a ser instalado na Capela do Socorro ou em Parelheiros.


Saiba como funciona


O hospital veterinário público para cães e gatos está localizado na Rua Agostino Togneri, 153, Jurubatuba.


O atendimento é gratuito, de segunda à sexta-feira, no horário das 7h às 17h e é necessário retirar senha. Segundo a ANCLIVEPA, entidade que administra o hospital, são distribuídas 30 senhas por dia. Após entrega das senhas os portões são fechados e só entram emergências que passarem por avaliação do veterinário.


É necessário ter em mãos RG, CPF e comprovante de residência em nome de quem estiver acompanhando o animal no dia da consulta.


A ANCLIVEPA disponibiliza em sua página um WhatsApp para informações: (11) 93352-0196.