Projeto que prevê cemitérios e crematórios públicos para animais tem primeira aprovação

Proposta é de autoria do vereador Arselino Tatto que instituiu, na década de 90, a isenção da taxa de sepultamento para cidadãos de baixa renda





Os vereadores da Câmara Municipal de São Paulo aprovaram, nesta quarta-feira (1), inúmeros projetos, um deles apresenta uma proposta inédita para a cidade: a criação de cemitérios e crematórios públicos para animais.


A proposta é do vereador Arselino Tatto (PT) que acredita ser o descarte inadequado dos restos mortais de animais um problema de saúde pública, especialmente na periferia da cidade, e pode ser resolvido com a iniciativa: "A ideia do projeto é que quem tenha condições financeiras possa pagar pelo sepultamento particular e aqueles que não puderem terão acesso ao serviço de forma gratuita, uma vez comprovada a situação de baixa renda. A Prefeitura já oferece atendimento veterinário gratuito, por que não implantar os serviços de sepultamento e cremação de animais também?”, declarou o vereador petista autor do projeto que passou pela primeira votação, mas depende de uma segunda para ser analisado pelo Prefeito.


De acordo com o PL 744/2020, caberá à administração pública oferecer a opção do sepultamento de animais em cemitérios públicos ou particulares, além de implantar um crematório municipal e disponibilizar serviço de exumação.


"Na década de 90 eu aprovei uma lei que garante até hoje a gratuidade da taxa de sepultamento para famílias de baixa renda em cemitérios públicos municipais, acredito que a Prefeitura possa criar essa possibilidade também para o sepultamento de animais, particular para quem pode pagar e gratuito para as famílias mais pobres. A arrecadação em cemitérios particulares poderia inclusive ser revertida para custear as despesas do serviço público", finalizou Tatto.


Conheça melhor a proposta aqui.